Chamamento ao povo brasileiro
Reunião de ensaios, cartas, manifesto e poemas de Carlos Marighella, incluindo textos que só circularam clandestinamente, com nova edição após muitos anos fora de catálogo. Militante comunista desde a juventude, deputado federal constituinte e, depois de romper com o PCB, fundador do maior grupo armado de oposição à ditadura militar – a Ação Libertadora Nacional, Marighella já foi considerado o "inimigo número um" do regime. A ALN chegou a participar de assaltos a bancos, carros-fortes e trem-pagador, e do famoso sequestro do embaixador americano Charles Elbrick, ainda que seu líder não soubesse da operação. Seus métodos fizeram com que Marighella se tornasse uma das figuras mais controversas da história do Brasil. Wagner Moura filmou a biografia escrita por Mario Magalhães, Marighella, o guerrilheiro que incendiou o mundo. O filme estreou no Festival Internacional de Cinema de Berlim em fevereiro de 2019, e ainda não foi lançado no Brasil. O volume inclui o livro integral Por que resisti à prisão (1965); textos de análise política do país e a ruptura com o PCB, escritos sobre a luta armada, incluindo Frente a frente com a polícia e Cartas de Havana. Alguns dos poemas e sátiras de Marighella podem ser lidos ao longo do livro.

Chamamento ao povo brasileiro

R$59,90Preço
  • Autor(a)

    Vladimir Safatle
  • Editora

    UBU
  • Palavras-chave

    marighella, socialismo, liberalismo, luta armada, golpe, ALN, neoliberalismo, guerrilha, AI5, ANL, resistência, comunismo, vladimir safatle, guerrilheiro, revolução, 1694, poesia, Libertadora, partido comunista, Mario Magalhães, guerra, Ditadura, política, manual do guerrilheiro urbano, Che Guevara, clara charf
  • Páginas

    320