Inibição, sintoma e medo
O medo, nosso velho conhecido Entre 1925 e 1926 – depois de a Primeira Guerra Mundial assolar a Europa –, Sigmund Freud se voltou ao estudo do medo, que viria a se tornar um dos conceitos centrais da psicanálise. Embora já tivesse sido abordado pelo autor em vários textos, é em Inibição, sintoma e medo (1926) que ele consegue, finalmente, articular o funcionamento desse afeto em sua máxima extensão. Até então, era considerado fruto do recalcamento da libido. Aqui Freud vai além e alia sua teoria dos impulsos de vida e de morte à ideia do medo como um resquício do processo evolutivo da espécie humana e aos traumas da castração e da separação. O medo do nascimento e da separação da mãe seria o medo ou a angústia primordial, a origem da nossa ânsia por sermos amados. O resultado dessa reflexão é um texto fundamental no desenvolvimento da psicanálise e nas ciências humanas, que toca profundamente dilemas universais do ser humano e sentimentos que nos definem como espécie.

Inibição, sintoma e medo

R$ 27,90Preço
  • Freud, Sigmund

Receba as novidades, eventos e promoções da Baleia por e-mail!

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

Livraria Baleia

CNPJ: 20.444.285/0001-67

Rua Cel. Fernando Machado, 85

Centro Histórico - Porto Alegre/RS

CEP 90010-321

Contato: oi@livrariabaleia.com.br

Telefone: (51) 3508-5281

Whatsapp: (51) 99 500 8564

0