Pra que é que serve uma canção como essa?
Para além da canção, há a palavra, a escrita de Adriana Calcanhotto. Letras que se descolam de suas músicas, desdobrando o jogo poético de ritmo, imagens e sentidos. Com mais de 10 discos lançados, além de uma obra dedicada às crianças, sob o heterônimo de Partimpim, as letras de Adriana começaram a ser compostas a partir do fim dos anos 1980 e já atravessam mais de 25 anos em um processo de afirmação de uma linguagem ? e de grande reconhecimento de crítica e público. Neste livro está parte substancial dessa produção: 91 letras selecionadas pelo poeta Eucanaã Ferraz, que reuniu desde sucessos como ?Esquadros? e ?Mentiras? até composições inéditas, sublinhando o traço substantivo, essencial, da autora. Como atesta Eucanaã, que organizou a obra em ambientes temáticos por onde transitam suas composições, há em meio à aparente pluralidade de Adriana uma escrita própria: ?Nas páginas desse livro, reconhecemos imediatamente que estamos diante de textos, ou ainda, de uma escrita. E, sem dúvida, de um estilo.? Em um campo de diálogo que a compositora tece com seus interlocutores, parceiros e referências ? nas artes plásticas, na poesia e na própria música ?, as letras de Adriana conciliam o minimalismo e a vertente tropicalista, a vanguarda e o popular, fazendo com que a experimentação frequente o mainstream de modo inédito.

Pra que é que serve uma canção como essa?

R$ 55,00Preço
  • Eucanaã Ferraz

Receba as novidades, eventos e promoções da Baleia por e-mail!

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

Livraria Baleia

CNPJ: 20.444.285/0001-67

Rua Cel. Fernando Machado, 85

Centro Histórico - Porto Alegre/RS

CEP 90010-321

Contato: oi@livrariabaleia.com.br

Telefone: (51) 3508-5281

Whatsapp: (51) 99 500 8564

0
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter